MELHOR PREÇO ONLINE GARANTIDO
Chegada
Saída

Atividades para desfrutar com a família

Foz, um destino familiar cheio de atividades

O Oca Playa de Foz Hotel & Spa é um alojamento ideal para casais e famílias. O ambiente em que está inserido permite a realização de múltiplas atividades para todos os tipos de gostos. Se gosta de passar o dia deitado na areia, em frente ao nosso hotel terá a praia da Rapadoira. Uma praia urbana de areia branca ideal para dar um mergulho no meio do Mar Cantábrico. A apenas 1 km a pé do Oca Playa de Foz Hotel & Spa fica a praia de Llas. Duas opções excepcionais também para os amantes dos esportes náuticos. Surf, caiaque, paddle surf ... Opções infinitas ao seu alcance. Mas se existe uma praia que ganhou todo o destaque nesta zona é a praia de As Catedrais. Localizada a apenas 15km de carro do Oca Playa de Foz Hotel & Spa, a força do mar e o passar dos anos esculpiram uma bela parede de ardósia da qual penduram arcobotantes de até 30 metros de altura. Um espetáculo para ser visto cuja visita deve coincidir com a maré baixa.

 

 

Basílica de San Martiño de Mondoñedo

Situada na Foz, foi sé episcopal entre 870-1112, local de encontro de agostinianos e franciscanos, centro cultural e hospital de peregrinos. Tornou-se sede episcopal devido à fuga do Bispo Sabarico e de alguns dos seus monges dos árabes que entraram no seu território português. Só em 1112 é que a sé episcopal foi mudada para Villabria, que passou a ter o nome da sede anterior e é por isso que essa área hoje recebe o nome de Mondoñedo.

Esta basílica pré-românica é considerada a catedral mais antiga de Espanha e também contém um grande valor histórico e artístico, pelo que foi declarada Monumento Nacional. Além disso, em 7 de fevereiro de 2007, foi agraciado pelo Papa Bento XVI com o título honorário de Basílica Menor.

Existe uma lenda ligada à basílica que diz que na época havia um bispo em San Martiño chamado San Gonzalo (o “Santo Bispo”). Este bispo viveu na mesma época em que as invasões bárbaras sitiaram o território. Foi então que San Gonzalo levou toda a cidade ao topo de uma montanha, para tentar salvá-los a todos. Ao longo do caminho, devido à sua idade avançada e ao fato de carregar consigo uma cruz, teve que se ajoelhar várias vezes para respirar. De tantas vezes que isso aconteceu, Deus irritou o mar, e começou a destruir todos os navios que vinham conquistar. Graças a São Gonzalo, dois conseguiram salvar-se ao interceder por eles para que servissem de exemplo aos outros e não tentassem reconquistar a área, portanto, esta lenda é hoje conhecida como “o milagre dos navios” .

Como consequência desta lenda, uma popular romaria é celebrada todos os anos no final de maio ou início de junho no monte "O Obispo Santo" que consegue reunir famílias e grandes grupos de amigos que ali passam a tarde e têm um lanche. juntos.

Castro de Fazouro

Embora seja conhecida a existência de outros fortes com a mesma arquitetura, este é o único forte escavado e fortificado em museu preservado na costa galega do Mar Cantábrico. É um forte romanizado datado dos séculos I e II dC, e situado na freguesia de Fazouro.

A Frouxeira

Aqui estão os restos do castelo do último senhor feudal da Galiza; Pedro Pardo de Cela. Após a morte de Enrique IV, ocorreu uma guerra de sucessão entre galegos e castelhanos: os galegos apoiaram Juana “la Beltraneja” e o seu marido, o rei Alfonso de Portugal, enquanto os castelhanos defenderam Isabel “la Católica”. Dom Pedro Pardo de Cela foi um dos que se rebelou contra Isabel “la Católica” e defendeu a soberania do reino da Galicia. Infelizmente, esta disputa durou três anos nesta zona da Galiza e, apesar de Pardo de Cela ter conseguido resistir e fortalecer-se na província de Mondoñedo graças à sua localização estratégica, os restantes nobres galegos não tiveram tanta sorte e a medida que foram executados, foram substituídos. Reza a história que foram os próprios vassalos de Pedro Pardo de Cela que o traíram e levantaram as portas para que os inimigos pudessem entrar, detê-lo e executá-lo.

 

ROTAS

Rota Río Ouro: 

Duração: 3 h

Distância: 12 km

Este percurso inicia-se na zona de lazer do Fazouro, depois de atravessar a ponte de ferro e tomar o caminho à esquerda. Corre ao longo do rio e graças a isso pode desfrutar de uma flora espectacular, embora haja zonas onde o caminho se estreita. Ao longo do percurso poderá observar a Igreja Paroquial de Santiago de Fazouro, um antigo moinho, um celeiro e uma antiga central eléctrica ("A planta"). O percurso termina na cascata A Pena da Ruxida, que se situa perto da terra natal do beato Inocêncio, onde existe também uma ponte pela qual o percurso começa a regressar pela outra margem do rio.

Rota Cornería:

Duração: 4 h

Distância: 19 km

Começa na Foz, na rua Costa do Castro e passa pelo pazo com o mesmo nome em Marzán. Daí sobe-se ao Bispo Santo, de onde se avista a capela, a zona de lazer e o miradouro do Pico da Lebre. Deste último ponto poderá desfrutar das vistas sobre o estuário da Foz e toda a sua natureza. De Obispo Santo chega-se à Basílica de San Martín, uma basílica pré-românica dos séculos IX-XII, e continua pela Ermita del Carmen e depois pela estrada da Cernada, em Vilaronte, para depois entrar na montanha para terminar o percurso em o Pico de Cornería e desfrute da sua bela paisagem. Depois de recuperar as forças, o caminho de volta a Foz é iniciado.

Rota das praias:

Duração: 3 h

Distância: 17 km

O passeio começa na Foz, a partir do porto, e continua, grande parte do seu trecho, ao longo da costa. Graças a isso, é possível avistar inúmeras praias e desfrutar da enorme beleza que a reúne. Para além das praias, ao longo do percurso também podemos ver O Cú do Castro, na praia de Llas, e um forte celta na praia de Arealonga. Depois desse forte, deve-se atravessar a linha férrea da FEVE e cruzar a linha geral para chegar ao bairro da Lousada (Fazoiro) onde existem celeiros e edifícios típicos da zona. Continuando ao longo do percurso, chegará à Capela da Conceição do século XVII, onde poderá ver um relógio de sol. Após a travessia do rio Ouro, voltarão novamente para a praia de Pampillosa e retornarão pelo mesmo caminho para a praia da Rapadoira. 

Sendero Azul da rota das praias:

Duração: 7 h

Distância: 28 km

Este percurso começa no Paseo de Colón (A Rapadoira) e continua ao longo da costa passando por Llas, Peizás, Pampillosa, Arelonga, Polas, Xuncos, Área Brava e Areoura.

Rota A Frouxeira:

Duração: 5 h

Distância: 24 km

Começa no Pozo do Castro, na rua Costa do Castro, onde sobe ao Pazo do Castro e chega ao Santo Bispo. Encontra-se a capela em homenagem ao “Santo Bispo”, São Gonzalo, junto a uma zona recreativa. Se quiser, pode ir até ao miradouro natural Pico da Lebre. Do Bispo Santo você continua até a Basílica de San Martiño e depois continua caminhando para que à esquerda haja um moinho e à direita Lelle e Vilela. Depois de passar pelo bairro de Madroi, vire à esquerda e atravesse a LU-152 e continue à direita. Depois, seguindo sempre em frente, chegará à Frouxeira. Para iniciar o caminho de volta, a descida realiza-se pelo mesmo caminho até que apareça um desvio à direita e prossiga ao longo desse percurso. Tem que passar por dois cruzamentos e continuar pelo caminho junto ao rio Centiño que dá para a estrada que leva ao bairro A Ermida. Vire à direita e encontrará a estrada que conduz à Foz. Um pouco mais adiante, deve-se continuar por um caminho que fica à direita e que chega até a Capela do Carmen, onde à sua direita está um complexo etnográfico. Deve-se continuar à esquerda deste caminho e atravessar a estrada em direção a Vilacendoi para finalmente subir em direção a Mansín e retornar ao mesmo ponto de partida da rota.

Caminho natural da Rota del Cantábrico:

Duração: 37 h

Distância: 133 km (aprox.)

Estágios: 1 Ribadeo - As Catedrais 4 Burela - San Cibrao 2 As Catedrais - Foz 5 San Cibrao - Viveiro 3 Foz - Burela 6 Viveiro - O Vicedo

Caminho natural de San Rosendo:

Duração: 9h 36m

Distância: 32 km (aprox.)

Inicio: Mondoñedo (Catedral)

Metade: Lorenzana (A Cazolga), Barreriros

Final: Foz (puerto)

Oca Playa de Foz Hotel & Spa

Avenida del Cantábrico, 17 C.P: 27780, Foz (Lugo)

- Reservas 881 850 091 - Hotel 982 650 060

reservas.foz@ocahotels.es